NEWS

A Febre do Caoching

Publicado no dia 10-11-2015


 

O SABER ESTÁ NO FAZER!

No Brasil temos uma disciplina que nos é passada desde muito pequenos, eu lembro que quando era menino e faz tempo, nossa turma tinha fases de brinquedos e brincadeiras. Não existia uma sequência, mas existia uma grade a ser seguida e o mais interessante nada era despercebido. Sempre se iniciava com brincadeiras mais caseiras, como os bonecos tipo Falcon, depois eram os jogos, após isso era a fase das disputas com bola, havia a fase de empinar pipas, jogar peão, andar de bicicleta, enfim acabava um ano e tínhamos percorrido toda a grade anual de diversão. Eu percebo que hoje nós crescemos e existem pessoas que ainda segue este modelo, mas de forma adulta e vejo que elas não se atentaram para um novo modelo de atuação.

O Coaching a PNL, os cursos de Palestrantes, Oratória estão sendo usadas de forma ainda infantil. Percebo que qualquer indivíduo faz um curso de Formação em Coaching seja ele qual for com 50, 70 até 100 pessoas em uma sala e ao terminar sem que tenha experiência nenhuma, sem que tenha realizado apresentações, efetuado uma trabalho de conclusão de curso, ter realizado processos de coaching com clientes passado por um mentoring, e a partir dai amadurecer nessa metodologia para que depois possa estar seguro e não agir de forma incongruente com o que essa metodologia maravilhosa ensina para todos e esteja seguro como profissional se lançando para uma atuação mais profissional e com mais credibilidade, nesses últimos cinco anos tenho visto como que a moda influencia as pessoas e empresas. Digo moda pois existem Universidades renomadas que oferecem cursos de Gestão de Pessoas e Coaching mesmo sendo por professores que nunca realizaram e nem passaram por um processo de coaching ou uma aula de pnl.

Acompanhando as redes sociais tenho percebido que surgem quilos de palestrantes e coachs todos os dias com pouca bagagem, com um nível de maturidade muito baixo e ainda com muito a percorrer.

Essa metodologia que é já um tanto quanto descriminado em muitas universidades de administração e psicologia neste país, fica a cada dia cada vez mais mal vista com atuações de profissionais sem congruência e experiência praticando e exercendo essa atribuição de Coach.

Temos muitas pessoas que são contratadas como palestrantes e Coachs para realizar palestras e processos de coaching em empresas e o que mais me preocupa, não são as pessoas que se prestam a isso, iniciar uma nova carreira mesmo sem experiência ou preparação acadêmica. Mas o que me preocupa mesmo é que muitos profissionais de RH contratam essas pessoas sem ao menos obter um detalhamento mais completo não de sua formação apenas, mas sim de seus clientes, dos depoimentos e dos resultados que obtiveram como profissional.

É de total responsabilidade de cada um que trabalha ou atua nesta área, fazer com que cada processo de coaching, seja em Life ou Executive, Palestra ou Curso, faça com que as pessoas obtenham um crescimento no sentido de maior consciência e assim aumentar a maturidade coletiva de nossas organizações que irão refletir em nossa sociedade como um todo. Coaching é uma metodologia poderosa tal como PNL e outras tantas que conhecemos, mas deve ser tratada com respeito, deve ter procedimentos mais eficazes para formar um Coach ou Trainner em PNL e não apenas fazer disso um meio de renda, existem apresentações que são mais apropriadas para o circo ou um programa de humor do que para um despertar de consciência e responsabilidade para assumir um lugar mais efetivo em nossa sociedade.

 As pessoas e empresas se espelham nos Palestrantes e Coachs e por muitas vezes a incongruência é apontada na vida desses profissionais pelos seus comportamentos, pela sua forma física, desequilíbrio psicológico que possuem. Da mesma maneira que conheço Cardiologistas que fumam e que abusam de comidas que arruínam o coração, de Endocrinologistas obesos, de Psicólogos que são dependentes de ansiolíticos e de professores de Educação Física sedentários, temos uma legião de Profissionais Coachs e Palestrantes incongruentes com relação ao que dizem e como se comportam, ministram aulas e palestras com grande conteúdo que não aplicam em suas vidas.

Eu quero terminar esse artigo fazendo um apelo aos profissionais de RH, pois quando se pratica o que se aprende e neste caso de coaching, ou você é e faz o que fala ou você não consegue ter uma noite de sono tranquila, pois a sua consciência irá lhe cobrar muito e seus clientes e coachees irão desaparecer.

Portanto amados o Saber está no Fazer, essa profissão depende de entrega e de amor às pessoas, não existe Coach por horas, pois Coach é um estilo de vida é um estado que agregamos ao nosso Self e com ele nos calibramos a todo o momento.

Ao contratar um Palestrante ou Coach para a sua empresa ou evento, saiba que estará impactando a sociedade como um todo, então inove, faça diferente, pesquise mais sobre este profissional e veja se é apenas um modismo passageiro, uma fase aventureira ou um profissional congruente com o que irá dizer.

Quem conhece leu, quem sabe fez, pois Sábio não é aquele que sabe Sábio é aquele que faz o que sabe.

Amor e gratidão a todos.

MS. Sergio Ricardo

 



Home   |    Sergio Ricardo   |    Cursos   |    Avaliações   |    Coaching   |    Contato

Sergio Ricardo - Impulsionando Pessoas e Empresas

Email: contato@sergioricardocompany.com.br